×
  • ZURICH ARGENTINA SWING

    Primeira impressão: 88° Abierto OSDE del Centro

    O quarto evento da temporada 2019 é também o segundo do Zurich Argentina Swing

  • Vista aérea da sede do Córdoba Golf Club, clube que esta semana empata o recorde ao receber o PGA TOUR Latinoamérica pelo sétimo ano consecutivo. (Enrique Berardi/PGA TOUR)
    Vista aérea da sede do Córdoba Golf Club, clube que esta semana empata o recorde ao receber o PGA TOUR Latinoamérica pelo sétimo ano consecutivo. (Enrique Berardi/PGA TOUR)
  • In This Article
  • VILLA ALLENDE, Córdoba, Argentina – Desde que o PGA TOUR Latinoamérica chegou pela primeira vez ao Córdoba Golf Club, em abril de 2013, o Abierto OSDE del Centro apresentado por FiberCorp | TELECOM se tornou um dos eventos favoritos dos jogadores. Com sua grande história e tradição, o evento que nasceu em 1927 veio para estender a marca do Tour no território argentino.

    Como anfitrião deste evento, o Córdoba Golf Club se tornou, com o passar dos anos, a sede que mais vezes recebeu o PGA TOUR Latinoamérica na Argentina. De fato, com a 88ª edição do seu torneio estrela, empata o recorde da sede que recebeu mais torneios do Tour, com sete vezes. Tal marca é compartilhada a partir desta semana com os peruanos do Los Inkas Golf Club.

    O histórico par 71 de 6.878 jardas tem sido consistentemente um dos mais exigentes dentro de um circuito que no mês passado iniciou sua oitava temporada na região. Em 2019, como o segundo dos quatro eventos do Zurich Argentina Swing, o Abierto OSDE del Centro se perfila mais uma vez como um grande teste para os 144 jogadores de 21 países que competirão pelo título.

    DATAS: Abril 22-28, 2019
    NOME OFICIAL: 88° Abierto OSDE del Centro apresentado por FiberCorp | TELECOM
    HASHTAGS: #AbiertodelCentro #ZurichArgentinaSwing #pgatourla
    CALENDÁRIO: Quarto torneio da temporada 2019 do PGA TOUR Latinoamérica
    ZURICH ARGENTINA SWING: Segundo de quatro eventos desta competição
    SEDE: Córdoba Golf Club – Villa Allende, Córdoba, Argentina
    PAR/JARDAS: 71 (35-36) 6.878
    DEFENSOR DO TÍTULO: Cristóbal Del Solar, Chile
    BOLSA DE PRÊMIOS: US$ 175.000 – Prêmio do campeão: US$31.500,00
    CORTE: Top 55 e empates

    NOTAS SOBRE OS COMPETIDORES:

    O grupo de jogadores desta semana é integrado por 144 participantes de 21 países, divididos de acordo com tais países: Estados Unidos (57), Argentina (43), México (6), Canadá (5), Chile (5), Colômbia (5), Bolívia (2), Brasil (4), Inglaterra (3), Espanha (2), África do Sul (2), Austrália (1), Finlândia (1), França (1), Guatemala (1), Noruega (1), Peru (1), República Dominicana (1), Suécia (1), Uruguai (1) e Venezuela (1).

    O americano Jared Wolfe chega em defesa do primeiro lugar da Ordem de Mérito do Tour. Ele assumiu esse lugar depois da sua vitória no Buenaventura Classic que abriu a temporada no Panamá no final de março. O jogador de 31 anos empatou em oitavo lugar no Abierto de Chile no domingo passado e soma um total de 38.003 dólares. Wolfe foi 13º isolado na sua única outra visita ao Córdoba Golf Club em 2017, ano em que foi segundo na Ordem de Mérito do Tour.

    Jockey Club
    Wolfe soma três vitórias na sua carreira no PGA TOUR Latinoamérica, onde também foi o campeão do Zurich Argentina Swing em 2017. (Enrique Berardi/PGA TOUR)

    Esta semana jogam nove dos dez melhores da Ordem de Mérito, incluindo os três campeões que o Tour teve nesta temporada 2019: Wolfe (Buenaventura Classic), Andrés Echavarría (Molino Cañuelas Championship) e John Somers (Abierto de Chile apresentado por Volvo). O único dos Top 10 que não veio para Córdoba foi o australiano Ryan Ruffels, que ocupa o terceiro lugar do Tour.

    Os seguintes são os Top 10 da Ordem de Mérito depois de três torneios:

    POS.

    JOGADOR

    GANHOS USD

    NOTAS TEMPORADA 2019

    1.

    Jared Wolfe

    US$ 38.003

    Campeão Buenaventura Classic

    2.

    Andrés Echavarría

    US$ 32.430

    Campeão Molino Cañuelas Championship

    3.

    Ryan Ruffels

    US$ 31.967

    Duas vezes 2º – Não joga esta semana

    4.

    John Somers

    US$ 31.500

    Campeão Abierto de Chile

    5.

    Mito Pereira

    US$ 20.532

    T2 no Buenaventura Classic

    6.

    Alex Weiss

    US$ 18.900

    2º no Abierto de Chile

    7.

    Rafa Becker

    US$ 15.306

    Dois Top 10

    8.

    Augusto Núñez

    US$ 14.175

    Três Top 15

    9.

    Andreas Halvorsen

    US$ 14.111

    3º no Molino Cañuelas Championship

    10.

    Alex Rocha

    US$ 14.055

    Dois Top 10

    Esta semana também jogam aqui 47 dos 52 jogadores que estão dentro do Top 50 da Ordem de Mérito a esta altura da temporada. Entre eles já nove argentinos nas seguintes posições:

    POS.

    JOGADOR

    GANHOS USD

    NOTAS TEMPORADA 2019

    8.

    Augusto Núñez

    US$ 14.175

    Três Top 15

    14.

    César Costilla

    US$ 9.931

    Empatou em 5º lugar em Cañuelas

    26.

    Clodomiro Carranza

    US$ 5.594

    Empatou no 13º lugar em Cañuelas

    T30.

    José Cóceres

    US$ 4.725

    Empatou em 8º lugar em Cañuelas

    32.

    Tano Goya

    US$ 4.427

    Três Top 30

    34.

    Paulo Pinto

    US$ 4.183

    Dois Top 25

    37.

    Jorge Fernández Valdés

    US$ 3.640

    Dois Top 30

    43.

    Ricardo González

    US$ 3.143

    Empatou no 16º lugar no Chile

    T50.

    Leandro Marelli

    US$ 2.625

    Empatou no 16º lugar em Cañuelas

    Temos sete amadores, todos eles argentinos, que também competirão esta semana. Manuel LozadaPablo NahmiasSegundo OlivaRamiro Pérez e Germán Tagle entraram no torneio através de convite, enquanto Matías Gramajo e Diego Prone conseguiram seus lugares na classificação aberta de segunda-feira.

    Também cinco ex-campeões do Abierto OSDE del Centro estarão jogando esta semana. São eles a estrela local Ángel Cabrera (campeão em 8 ocasiões em 1994, 1997, 2000, 2001, 2005, 2006, 2007 e 2013), o defensor do título Cristóbal Del Solar (2018), Tommy Cocha (2015), César Costilla (2012) e Tano Goya (2008).

    Angel Cabrera 2012 Abierto OSDE del Centro champion
    Cabrera ganhou o Abierto OSDE del Centro pela última vez quando o PGA TOUR Latinoamérica estreou na Villa Allende em 2013. (Enrique Berardi/PGA TOUR)

    Para Cabrera esta será sua segunda semana consecutiva competindo no PGA TOUR Latinoamérica. O campeão do U.S. Open 2007 e do Masters 2009 vem de terminar no 27º lugar no Aberto do Chile, um evento em que empatava na quinta colocação antes de terminar com duas voltas de 72. Esta também será a décima sexta apresentação da sua carreira em um evento do PGA TOUR Latinoamérica, onde conta com um recorde de duas vitórias (VISA Open de Argentina 2012, Abierto OSDE del Centro 2013) e sete Top 10. Cabrera completará 50 anos no próximo dia 12 de setembro, data a partir da qual será elegível para jogar no PGA TOUR Champions.

    O TORNEIO: Ao longo dos anos as principais da estrelas da Argentina e outras figuras de nível mundial que chegaram até o Córdoba Golf Club contribuíram para tornar o Abierto OSDE del Centro em um dos grandes eventos da região. Na sua história de campeões aparecem estrelas do calibre dos americanos Sam Snead (1941) e Andy North (1980), assim como os argentinos Roberto De Vicenzo (7 vitórias), Eduardo Romero (7), Ángel Cabrera (8) e Martín Pose (8). Com seus oito títulos estes dois últimos dividem o recorde do torneio.

    Quando Cabrera ganhou pela última vez, em 2013, o torneio iniciou uma nova etapa ao entrar no PGA TOUR Latinoamérica, onde se tornou uma parada importante no caminho que as estrelas atuais passam para chegar nos níveis mais altos do PGA TOUR. Os seguintes foram os campeões desde então:

    ANO

    CAMPEÃO

    SCORES

    2013

    Ángel Cabrera, Argentina

    72-72-76-64—284 (par) *Playoff

    2014

    Will Kropp, EUA

    73-66-68-69—276 (-8)

    2015

    Tommy Cocha, Argentina

    70-67-68-70—275 (-9)

    2016

    Anthony Paolucci, EUA

    71-69-66-70—276 (-8)

    2017

    Nelson Ledesma, Argentina

    68-69-67-71—275 (-9)

    2018

    Cristóbal Del Solar, Chile

    68-64-66-74—272 (-12)

    O CAMPO: Córdoba Golf Club, 6.878 jardas, par 71 (35-36). Localizado sobre a Avenida Derqui na Villa Allende, o campo deste clube se caracteriza por seus fairways delineados por árvores que o tornam estreito e complicado. O campo foi construído nos anos 1920 e suas últimas modificações aconteceram em 2012, quando os greens e bancas foram reformados sob a supervisão de Ángel Cabrera e Eduardo Romero. Os seguintes são os números computados no campo na seis visitas anteriores do PGA TOUR Latinoamérica:

    ANO

    SCORE

    PAR

    CORTE

    SCORE CAMPEÃO

    2013

    75,329 **

    +4,329

    150 (+8) **

    284 (par) **

    2014

    73,944

    +2,944

    146 (+4)

    276 (-8)

    2015

    73,878

    +2,878

    146 (+4)

    275 (-9)

    2016

    73,127

    +2,127

    145 (+3)

    276 (-8)

    2017

    73,000

    +2,000

    145 (+3)

    275 (-9)

    2018

    72,070

    +1,070

    143 (-1)

    272 (-12)

    RECORDE DE 72 BURACOS: 
    270, Ángel Franco (69-68-65-68 em 1992), Ángel Cabrera (72-66-72-60 em 2001).

    RECORDE DE 18 BURACOS: 
    60, Ángel Cabrera (4ª Volta, 2001).

    Cabrera60_2001_16x9
    O cartão recorde de Ángel Cabrera na última volta deste evento em 2001. (Imprensa/PGA TOUR)

    ZURICH ARGENTINA SWING: O 88° Abierto OSDE del Centro é o segundo evento de uma nova temporada do Zurich Argentina Swing, a competição que unifica os quatro eventos do PGA TOUR Latinoamérica na Argentina. Depois da sua vitória no Molino Cañuelas Championship, evento que abriu esta série na semana retrasada em Buenos Aires, o líder desta competição é o colombiano Andrés Echavarría.

    Apoiando os eventos do Tour na Argentina desde 2015, a Zurich premiará o jogador com melhor desempenho nestes eventos com um cheque de dez mil dólares. Kent Bulle (2015), Samuel Del Val(2016), Jared Wolfe (2017) e Clodomiro Carranza (2018), foram os últimos campeões.

    BIRDIES E EAGLES PELA EDUCAÇÃO: Esta temporada a Zurich continua com seu programa “Buraco 18”, que busca arrecadar fundos para uma doação em prol da Fundação Futuros Profissionais Integrar. Esta entidade possui um programa de bolsas universitárias que são entregues a jovens promessas argentinas que não têm condições financeiras de financiar suas carreiras profissionais. Este ano a Zurich aumentou para mil pesos argentinos o valor da doação que faz para cada birdie ou eagle que os jogadores registram no buraco 18 em cada uma das voltas oficias destes eventos.

    Na semana retrasada, no primeiro evento da série no Cañuelas Golf Club, os jogadores anotaram um total de 13 eagles e 185 birdies. Com este total de 198, o valor da doação inicia esta semana em 198.000 peses. Os seguintes são os oito jogadores que contribuíram com quatro eagles ou birdies no primeiro torneio da série.

    JOGADOR

    BIRDIES

    eagles

    TOTAL

    Víctor Lange

    3

    1

    4

    Andrés Echavarría

    4

    0

    4

    Ryan Ruffels

    4

    0

    4

    Andreas Halvorsen

    4

    0

    4

    Augusto Núñez

    4

    0

    4

    Alex Rocha

    4

    0

    4

    Manav Shah

    4

    0

    4

    Ignacio Marino

    4

    0

    4

    OUTROS DETALHES:

    Três dos quatro graduados do PGA TOUR Latinoamérica que ganharam torneios do PGA TOUR em 2019 tiveram a chance de jogar o Abierto OSDE del Centro no passado recente. São eles: os americanos Adam Long (campeão do Desert Classic em janeiro), Keith Mitchell (campeão do The Honda Classic em março) e o canadense Corey Conners (campeão do Valero Texas Open em abril). Confira a seguir um resumo das suas participações no Córdoba Golf Club:

    ANO

    JOGADOR

    SCORES

    RESULTADO

    2014

    Adam Long

    78-79

    Não passou o corte

    2015

    Keith Mitchell

    77-75

    Não passou o corte

    2016

    Corey Conners

    71-74-70-70

    Empatou em 22º lugar

    Na sua qualidade de Sócios Premier do PGA TOUR Latinoamérica, esta semana a Volvo Car Latin AmericaHilton e Go Vacaciones farão parte do Abierto OSDE del Centro pela primeira vez. Nesta categoria exclusiva dentro da principal organização de golfe profissional na América Latina, os três Sócios Premier fazem parte da mensagem que o Tour transmite ao contar as histórias dos seus jogadores, torneios, graduados e da participação da comunidade nos países por onde passa.